Na passada quinta-feira, a cidade das Neves acordou em alvoroço.

Pelas 7h começaram a arder 2 casas e depois passou para mais duas. Habitações em frente à igreja e junto do nosso lar São Francisco. Tivemos de evacuar os nossos velhinhos. O fogo consumiu por completo 4 casas deixando sem nada mais de 30 pessoas entre crianças e adultos. Graças a Deus ninguém morreu nem ficou queimado. Os pais já tinham saído para o trabalho e conseguimos tirar as crianças das casas a tempo. Entre elas uma bebé de 2 anos. De resto o fogo queimou tudo e estas famílias ficaram sem nada. São pessoas nossas vizinhas e da nossa igreja.

Não fiquemos indiferentes a esta situação tão dramática para estas famílias.

Vamos ajudar a reerguer estas casas.

Por todos não custa nada.

POR TODOS CONSEGUIMOS


Com a vinda duma equipa fantástica de Portugal, a escola conheceu um grande avanço na cobertura de todos os espaços.
Aqui fica o nosso muito obrigado aos quatro homens da luta: Silvino, Fernando, Frankelin e Vitor que deixaram os seus trabalhos e empresas para virem dar uma mão preciosa nesta fase da construção. Bem hajam aos quatro.
Agora estamos na fase dos acabamentos que leva o seu tempo. Está a ficar mais bonita.
Continuamos a precisar da ajuda de todos. Já deu a sua contribuição para esta construção?
Não deixe de o fazer.

POR TODOS CONSEGUIMOS

 


SILVINO, FERNANDO, VICTOR E FRANKELIM

Em nome da comunidade das Neves queremos agradecer-vos toda a vossa dedicação e empenho na construção da nova escola Nossa Senhora das Neves.
Hoje regressam a Portugal depois de 15 dias de intenso trabalho e labuta na colocação da estrutura metálica, telhado e canalização.
Acreditai que ficais no coração deste povo e sobretudo nos jovens que trabalharam convosco.
Destes uma prova não só de alto profissionalismo mas acima de tudo de doação e entrega, oferecendo o vosso tempo e o vosso trabalho por esta escola.
O nosso bem haja por tudo e acreditamos que ireis voltar a esta terra linda e a este povo querido.

OBRIGADO DE CORAÇÃO


CONSEGUIMOS ATINGIR O OBJECTIVO DA CAMPANHA DO SACO DE CIMENTO

5.008 SACOS – CAMPANHA ENCERRADA

Com a ajuda de muita gente, finalizamos a nossa campanha do saco de cimento a 30 de Março, atingindo os 5.008 sacos de cimento, o equivalente a 25.040,00 euros que revertem na totalidade para a construção da nova escola Nossa Senhora das Neves em São Tomé e Príncipe.

Aqui fica o nosso grande OBRIGADO a todos quanto contribuíram para esta campanha.

POR TODOS CONSEGUIMOS.

 


No dia 28 de Março de 2021, pelas 14.30 h, teve lugar a 3ª assembleia geral ordinária da Associação Abraçar São Tomé e Príncipe, na plataforma Google Meet, por limitações impostas pelo contexto de pandemia COVID-19 em que nos encontramos.

Apesar das contingências, nada faz diminuir o entusiasmo de todos e os trabalhos decorreram de forma produtiva e muito assertiva.

As contas do ano de 2020 foram aprovadas por uninimidade.

Foi lançado o novo site da AASTP

A todos um agradecimento pela participação!


Estão seis contentores carregados de muitos materiais de construção a caminho da cidade das Neves, no distrito de Lembá, em São Tomé e Príncipe.

São muitas toneladas de material que vai permitir continuar com as obras de construção da nova escola Nossa Senhora das Neves. E tudo graças às várias empresas que se associaram a esta nobre causa. Por isso, o nosso muito e eterno obrigada.

Esta nova escola é uma necessidade que permitirá garantir condições de segurança a mais de 800 crianças que sonham com um futuro melhor.

Mas ainda precisamos de mais material, nomeadamente, cimento. Portanto, se quer ajudar pode aderir à campanha do Saco de Cimento e com apenas 5 euros ajudar a construir esta escola.

Por todos conseguimos !

Claudia Santos

 

 


Ser voluntário é algo que faz toda a diferença nos dias de hoje. A Beatriz, médica recém-formada, contactou-nos e manifestou a sua vontade de partir até São Tomé e Príncipe. E assim vai acontecer no próximo sábado onde passará o seu Natal em terras africanas. Ela deixa-nos aqui as suas impressões:

Apresentação

Chamo-me Beatriz Santos Rodrigues, tenho 25 anos e concluí recentemente o curso de Medicina, na Universidade NOVA de Lisboa. Durante o tempo de estudante, pratiquei basquetebol e fui escuteira, o que me permitiu ganhar autonomia e espírito de equipa, algo que considero fundamental na minha formação enquanto pessoa e médica.

Quais os motivos que te levaram a fazeres uma experiência de voluntariado?

Desde muito jovem sempre tive grande desejo de fazer voluntariado. Vivemos num mundo onde a riqueza está mal distribuída, onde uns têm tanto e outros tão pouco, e acredito que me encontro numa posição privilegiada, em que posso fazer alguma diferença, ainda que seja pouca.

E porquê São Tomé e Príncipe?

Há cerca de 10 anos fiz uma viagem de férias a São Tomé com a minha família. Claro, ficámos em hotéis, alugamos carros e compramos passeios turísticos. Do outro lado da porta deparámo-nos com o contraste de realidades que é São Tomé – com a pobreza e simplicidade, mas também com a felicidade e gratidão que advém dessa humildade. Desde essas férias que anseio voltar, desta vez do outro lado, e integrar-se e perceber a realidade de São Tomé.

Como conheceste a nossa Associação Abraçar São Tomé e Príncipe?

Através de uma página do facebook.

O que esperas da tua missão em São Tomé?

Espero partilhar um pouco do que aprendi nestes 6 anos de faculdade, mas também trazer de volta uma forma de viver “leve leve”, que me impulsione para um ano de trabalho dificil que se avizinha.

Alguns receios?

Receio não corresponder às expectativas. Ademais, receio não conseguir conciliar as minhas obrigações enquanto voluntária, com o tempo para redescobrir os encantos de São Tomé.


Foram carregados de material de construção civil mais três contentores, de 28 toneladas cada um. Um material precioso para dar continuidade às obras da nova escola Nossa Senhora das Neves, na cidade das Neves, no distrito de Lembá, em São Tomé e Príncipe.

A solidariedade dos empresários da região de Leiria e Ourém foi grande o que permitiu carregar cimento, perfis metálicos para a cobertura, madeira entre outros materiais.

Faça o seu donativo pela conta da Associação PT50 0033 0000 45610531312 05

ou por MBWAY nº 913 601 483

POR TODOS CONSEGUIMOS

Claudia Santos

 


As obras vão a bom rítmo como podereis ver nas fotos. Há um empenho forte e corajoso para avançar a construção a fim de conseguirmos que esteja pronta a 10 de junho.

Neste momento já terminaram os enchimentos de pilares e lenteis. A estrutura está pronta para ser colocado o telhado que entretanto deverá vir de Portugal e que está orçado no valor de 20 mil euros.

Enquanto não vem vamos avançando na feitura dos corredores exteriores e o início do reboco das paredes. Acontece que só teremos cimento para mais dois dias.

A ver vamos depois.

Queremos contar com o apoio de todos. Ofereça os seus sacos de cimento para nos sentirmos todos parte integrante desta obra.

Precisamos da sua ajuda! É necessário mais cimento!

1 saco =  5 euros

VAMOS DAR UM FUTURO A ESTAS CRIANÇAS!!

Faça o seu donativo por transferência bancária para a conta da Associação:

PT50 0033 0000 4561053131205

Ou por MB Way através do número de telemóvel 913 601 483

Pe. Nuno

Existem apoios que são importantes não pela parte financeira mas pela parte social e educativa. É o caso da Fundação do Sporting Clube de Portugal sempre atenta ás preocupações do acesso da educação a todas as crianças.

Obrigado na pessoa da sua Presidente Dr.a Maria Serrano.

Pe. Nuno